Aragoni encerra o campeonato com vitória em Mônaco

Piloto da Toro Rosso disparou na frente, pilotando com perícia pelas ruas de Monte Carlo

Imagem: Sutton Images

Em ritmo de festa, o GP de Mônaco encerrou com perfeição a temporada da Liga da Velocidade na Categoria Iniciante. Com o campeão já definido, a corrida no principado foi mais leve e tranquila do que se pensava. Porém, o atual campeão Alexandre encontrou um adversário de peso, o paulista Ricardo Aragoni, vencedor da prova e que deve dar trabalho na próxima temporada.
Pole
Com o diferencial de ser diputado a noite por escolha dos próprios pilotos, a pole do do GP de Mônaco estava cercada de expectativas. Quem se sairia melhor com uma iluminação diferente? A resposta não foi muito diferente das corridas matutinas. Quem largou na primeira posição foi Ricardo Aragoni (1:10,422), seguido por Celso Passos (1:11,004). Completaram a segunda fila o campeão da temporada Alexandre Augusto (1:11,196), acopanhado pelo carioca Thiago Vaz (1:11,203).
Corrida
Assim como aconteceu na Categoria Pro, o GP de Mônaco começou debaixo de chuva. Por conta disso, a tensão dos pilotos aumentou ainda mais. Por conta disso, era quase certeza de muitos acidentes iriam acontecer. Porém, o que se viu no principado foi uma corrida burocrática e sem maiores incidentes. 

A largada da última etapa do GP foi bem diferente das anteriores. Os pilotos não foram muito agressivos e não houve acidente. Aragoni, que tinha largado na primeira posição, tomou a frente e abriu, logo no início da prova, uma larga vantagem em relação aos adversários. 

Porém, apesar da tranqulidade, um acidente na primeira volta mudou os rumos na briga pelas posições no pódio. Celsinho, que tinha feito uma boa largada, perdeu o controle do carro e acabou girando na pista. O piloto da McLaren foi para o final do grid após o acidente e ainda teve o carro danificado. Ele precisou para nos boxes e perdeu o gás na disputa pelas primeiras posições no grid. 

Logo após o acidente, ainda na terceira volta, Thiago Vaz forçou uma ida aos boxes de forma antecipada. A estratégia do piloto carioca era tentar tirar a desvantagem depois, quando os adversários parassem. Entretanto, a estratégia não deu muito certo. O piloto da Ferrari até conseguiu recuperar algumas posições no grid, mas acabou sendo ultrapassado por Alexandre na classificação final.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.