Matheus faz incrível corrida e vence GP dos EUA

Assim como já aconteceu em outras temporadas da Liga da Velocidade, o desempenho dos pilotos e o nível técnicos das provas aumenta a cada etapa. Chegando na metade do campeonato já percebemos pilotos maduros e com controle total sobre o veículo. Nesse momento, em que todos estão familiarizados com as ferramentas de trabalho, o talento é o diferencial. No GP dos EUA, os favoritos ao título já foram identificados. Apesar da má prova, Alexandre Augusto se matem regular e lidera a competição. Porém, logo atrás vem Matheus Azevedo. Com uma pilotagem forte e agressiva, o ploto gaúcho venceu a segunda corrida na temporada e já aparece nas primeiras posições. 

Qualificação

A disputa pela primeira colocação do grid serviu para confirmar o nível elevado de maturidade dos pilotos. A diferença entre os quatro primeiros colocados foi de apenas 0,7 segundos. Todos correram bem, mas o traçado escolhido fez a diferença. Quem conseguiu a pole foi o vencedor da prova, Matheus, com 1:33,138, seguido por Cássio Silva, que marcou 1:33,476. Na segunda fila estavam Rafael Santos, com 1:33,702, e Kléber Gomes, com 1:33,807. 

Corrida

O GP dos EUA foi, sem dúvidas, o melhor até então. Uma prova mental, em que a estratégia de cada piloto foi decisiva para a colocação final. Ao contrário do que acontecia em outras corridas, as posições foram ganhas na pista, em belas ultrapassagens, e não em por punições ou demora nos boxes. Os destaques ficaram para o vencedor Matheus Azevedo e o terceiro colocado Thiago Vaz. 

Matheus fez uma prova impecável. Usou a estratégia correta para a corrida e fez apenas uma parada nos boxes. Durante a prova, foi pouco ameaçado e teve a pista livre pra garantir a primeira posição. Já Thiago Vaz fez uma prova de superação. Saindo da última posição, o piloto carioca foi muito veloz e conseguiu ultrapassar os adversários até alcançar a terceira colocação. Vale ressaltar que o piloto vinha fazendo boas provas, mas sempre esbarrava em problemas técnicos no final do GP. 

Quem ficou preocupado com o resultado foi o líder do campeonato, Alexandre Augusto. O piloto baiano largou mal e disputou posições no meio do grid. Chegou até a terminar a prova em 5º, mas pelo excesso de punições durante a corrida, Alexandre terminou na oitava colocação. 

A próxima etapa da Liga da Velocidade é depois do carnaval, na terça-feira, 12, no GP da China.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.