Porini vence na Rússia, garantindo o título antecipado

Imagem: scuderiatororosso.redbul.com

Em um campeonato onde a regularidade é premiada, fatalmente o melhor competidor vencerá. Assim acontece no futebol, basquete e no automobilismo também. Alguns tropeços podem acontecer, mas no final a técnica e a competência prevalecem. Em um circuito com poucas oportunidades de ultrapassagem, o piloto mais completo se sagrou o campeão. Após conquistar a pole, Roney Porini (Toro Rosso) fez uma estratégia de corrida consistente, aliada a uma direção agressiva e sem erros, para vencer o GP da Russia pela penúltima etapa da Categoria Pro da Liga da Velocidade. Com a vitória, o piloto paulista garantiu o título da temporada com uma etapa de antecedência, coroando uma sequência praticamente impecável.

Qualificação

Assim como tem acontecido nas últimas etapas, a briga pela primeira posição de largada no GP da Rússia teve como personagens os quatro pilotos mais rápidos do grid. O pole foi o líder do campeonato Roney Porini, que marcou 1:30,240, seguido por Leonardo Porte (Red Bull), com tempo de 1:30,836. Na segunda fila, largaram Wellington Tomassoni (Toro Rosso), que marcou 1:31,307, seguido de Kléber Martins (Force Índia), com tempo de 1:31,675.

Corrida

A escolha dos circuitos no campeonato obedeceu uma ordem: cada GP o grau de dificuldade aumentava. Isso não foi diferente na etapa da Rússia. Um traçado de alta velocidade, com curvas de alto e baixo grau de exigência dos pilotos, mas com poucos pontos de ultrapassagem. Portanto, esperava-se que as posições de largada se mantivessem as mesmas, ou quase isso. E foi exatamente o que aconteceu, as mudanças na classificação final foram pontuais e o peso das estratégias do uso de pneus fez a diferença entre quem ganhou e perdeu posições no grid.

Mas, aspesar disso, o GP da Rússia contou com uma certa dose de emoção . Logo nos primeiros quilômetros, o público pode assistir uma disputa de elevado nível técnico entre os dois líderes do campeonato. Roney Porini teve uma largada mediana e precisou trabalhar bastante para proteger a primeira posição dos ataques do agressivo Leonardo Portes. O piloto da Red Bull via a necessidade de conseguir a primeira vitória na competição. Ele sabia que se Porini vencesse, o título já estaria garantido para o piloto paulista. Porém, no fim da prova, Porini se manteve sólido e garantiu a vitória e o título.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.